A few words about my friend Cloé Vaz
CNV00009.JPG
CNV00004.JPG

We use the word "bebecas" whenever we call each other. The word has the same function that "babe" or any other term of endearement would have, with the difference that it is ours alone. In addition to the words that only in our lexicon gain meaning, like any bilingual person, our speech alternates between Portuguese and English. The juggling of languages does not intended to diminish our mother tongue, it's only a shortcut so that we can accurately translate the content of our hearts. Although, truth be told, sometimes looking each other in the eye is enough.

Usamos a denominativo “bebecas” sempre que chamamos uma pela outra. A palavra tem a mesma função que terá “babe” ou qualquer outro apelido carinhoso, com a diferença de que é apenas nosso. Para além das palavras que só no nosso léxico ganham significado, como qualquer bilingue o nosso discurso alterna entre o português e o inglês. O malabarismo de línguas não pretende desvirtuar a nossa língua mãe, trata-se apenas de um atalho para que com precisão sejamos capazes de traduzir o conteúdo dos nossos corações. Se bem que, verdade seja dita, às vezes um olhar nos basta.


Codie, Cloé’s boyfriend, couldn’t be present at her bday party so we printed his face and glued it onto a chopstick. /  O Codie, namorado da Chloe, não pode estar presente no seu aniversário então colámos uma foto sua a um pauzinho chinês.

Codie, Cloé’s boyfriend, couldn’t be present at her bday party so we printed his face and glued it onto a chopstick. / O Codie, namorado da Chloe, não pode estar presente no seu aniversário então colámos uma foto sua a um pauzinho chinês.


I've learned that the walls that I have erected around me over time, as opposed to protecting, only isolate me. However, the walls keep growing. Some (few) friends have the ability to knock them down thus allowing entry into my castle. Cloé visits it often. Inside, where I see cracks, she sees experience, where I see infiltrations, she sees springs and where I see chipped paint, she sees change.

Tenho aprendido que as muralhas que vou erguendo ao longo do tempo, ao contrário de me protegerem, apenas me isolam. No entanto, as paredes continuam a crescer. Algumas (poucas) amizades têm a capacidade de as derrubar permitindo assim entrada no meu castelo. A Cloé visita-o muitas vezes. Cá dentro, onde eu vejo rachas, ela vê experiência, onde eu vejo infiltrações, ela vê nascentes e onde eu vejo tinta lascada, ela vê mudança.



We met in Lisbon but it was in foreign territory that our friendship grew deep roots, able to face those first painful nostalgic winters in the north of Europe. We left half of us in Portugal and invaded another country without knowing for sure what awaited us, obeying only the fragile voice that, within us, said that the time for a great metamorphosis had come.

Conhecemo-nos em Lisboa mas foi em território estrangeiro que a nossa amizade ganhou raízes profundas, capazes enfrentar os invernos dolorosos que a saudade e o norte da Europa proporcionam. Deixámos metade de nós em Portugal e invádimos outro país sem saber ao certo o que nos esperava, obedecendo apenas à voz frágil que, dentro de nós, nos dizia ter chegado o momento de uma grande metamorfose.


Rycardo & Cloé

Rycardo & Cloé


Those initial years were not easy. At some point, we shared a room and a bed for a few months. My clothes filled the whole closet and hers, in the absence of more furniture, piled in an open suitcase (how selfish of me!). While we both were suffering from heartbreak, many of our evenings were spent watching and rewatching the episodes of Sex and the City seeking to decode in them the formula for happiness. Now that I reflect on this time, I realise that, after all, the formula lies mostly in the one thing that has remained since then: our friendship.

Os primeiros anos não foram fáceis. Chegámos até dividir um quarto e uma cama durante uns meses. A minha roupa ocupando o armário na totalidade (egoísta!) e a dela, na ausência de mais móveis, empilhada dentro de uma mala aberta. Padecendo de desgostos amorosos, muitos dos nossos serões foram passados a ver e rever os episódios do Sexo e a Cidade como que procurando neles descodificar a fórmula para a felicidade. Agora que reflito sobre essa época, apercebo-me que, afinal, a fórmula reside maioritariamente na única coisa que se manteve desde então: a nossa amizade.


Mary, Chloe, Rycardo, me & Fofa

Mary, Chloe, Rycardo, me & Fofa

Like the sun, Cloé's mission is to illuminate. She radiates atomic energy. In her speech, she always includes an avalanche of compliments. Cloé has this particularity of never sparing anyone of their deserved praise and loving with all the electricity that runs through her body. Her arms always open to anyone who needs a hug. While we squeeze tight, I always bury my head in her voluminous hair that usually smells of a Portuguese baby cologne, Picu baby, while we say in unison “Bebecaaaaaas”! We either rock from side to side in that same position, or we undo it to look into each other's eyes briefly before repeating the embrace. Even if we’ve seen each other recently, the ritual always has the same intensity.

À semelhança do sol, a missão da Cloé é iluminar. Ela irradia energia atómica. No seu discurso incluí sempre uma avalanche de elogios. Ela tem esta particularidade de não poupar nas louvações e de amar com toda a electricidade que lhe corre pelo corpo. Os braços dela abrem-se sempre para quem precisa de um abraço. Nos que damos, enquanto dizemos em uníssono: “bebecaaaaaas” eu enterro sempre a minha cabeça no seu cabelo volumoso que cheira a colónia de bebé, Picu baby. Balançamos de um lado para o outro ainda nessa mesma posição, ou desfazemo-la para para olhar nos olhos uma da outra brevemente antes de repetir o enlace. Mesmo que nos tenhamos visto no dia anterior, o ritual tem sempre a mesma intensidade.


CNV00007.JPG

I am so very grateful for the empathy, magnetism, or stellar conjunction that has blessed me with this friendship. With Cloé, even lying on the couch with a blanket stretched out over our knees, listening to the dark and monotonous noise of the rain, is a delight. There are very few friendships like this, where we never run out of things to say to each other, but equally, don't mind the silence. Cloé is preparing to move to the other side of the world, thus recently these moments have become increasingly even more precious.

Estou muito grata pela empatia, magnetismo ou conjunção estelar, que me presenteou com esta amizade. Com a Cloé, até o recostar no sofá com uma manta estendida sobre os joelhos, ouvindo o escuro e o monótono ruído da chuva, é um deleite. Há poucas amizades assim, onde o assunto não se esgota, mas o silêncio também não incomoda. Recentemente estes momentos têm se tornado cada vez mais preciosos uma vez que a Cloé se irá mudar para o outro lado do mundo em breve.


CNV00010.JPG

If there is one thing she has taught me is that life, short being, is to be lived. Because being distant from each other means that every little absence is an eternity, the girl who survived a war in Africa is now the woman who is going to cross the ocean for love…

Se há coisa que ela me tem ensinado é que a vida, curta sendo, é para se ser vivida. Porque à distância cada pequena ausência é uma eternidade, a menina que sobreviveu a uma guerra em África é agora a mulher que cruza oceanos por amor…


Fun fact:

These photos were taken during Cloe's birthday dinner at Novikov, a restaurant where, just after arriving in London, we worked as receptionists. Side jobs like this allowed us to finance our dreams in fashion and acting, respectively. We've been to many other restaurants in London. None serve better food, also none welcome us with as much love and warmth as the staff of Novikov. It’s there, where everything began, that we always choose to celebrate any special occasion.

Estas fotos foram tiradas durante o jantar de aniversário da Cloé no Novikov, restaurante onde, acabadas de chegar a Londres, trabalhamos como recepcionistas. Foram trabalhos como este que nos permitiram financiar os nossos sonhos, na representação e na moda respectivamente. Já fomos a muitos outros restaurantes em Londres mas em nenhum comemos tão bem ou somos recebidas com tanto amor como no Novikov. É lá, onde tudo começou, que escolhemos sempre celebrar ocasiões especiais.


CHECK MY WANTS AND NEEDS

*These are my own images and they may not be used for commercial purposes without prior consent. In case of a repost please credit me.