Catarina Mira10 Comments

Perfectly Imperfect

Catarina Mira10 Comments
Perfectly Imperfect
IMG_20141215_0060.jpg

I still consider myself a beginner in the blogging and social media world but during my, still short, journey I have come to realize that I have with this new way of communicating a love / hate relationship. As Yuval Noah Harari says in his book Homo Deus, thanks to the development of technology, man is rapidly acquiring powers formerly considered divine. And if, on one hand, the internet provides us with a kind of omnipresence, on the other hand it manufactures a distorted reality that in little or nothing coincides with what really happens in real life.

Since I started the blog I have received lovely messages comments from those who pass by here. Suddenly, I have made friends whose faces I have never seen, whose voices I have never heard but for which I am very grateful. I actually started this blog not because I needed to boost my ego but rather a reason to get up every morning and create something for myself because what I like to do the most (acting) sometimes doesn't happen for a long period of time.

Although I am very flattered by the comments you leave here, I also feel a certain responsibility in reminding you that what you see here is not a reflection of my reality. Don't forget that behind the displayed images there are a thousand others that will never see the light of day. There's also filters, erased stretch marks and cellulite, good angles, make-up, clothes I've been given, etc...Lots of different components that allow me to compose content worthy of the compliments I've been given but which don't necessarily represent me.

My purpose in this platform is to inspire others, share happy moments and create a space where I can be whatever I want without being imposed a label. I always liked doing a thousand and one things: writing, performing, dancing, presenting, interviewing, photographing, traveling, and in fact I think if I had to confine myself to one of those things I would be very unhappy. Hence the need to create this little corner that will eventually serve as a stage for all my passions.

Thus, the good moments are the ones that end up being eternalised in here. But if we start judging the lives of others only by what is exposed in their feeds then it is assumed that the vast majority spend their lives traveling to exotic destinations, going to trendy restaurants, fitness classes, and wearing the latest trends. This constant process of comparison easily causes us to begin to think that the life we live is not exciting enough. This post serves to remind you and myself that there are no perfect lives, that behind the keyboards and the selfies live human beings with problems, frustrations and insecurities similar to ours. Sometimes we have to stop and make sure we are not letting ourselves be deceived by a staged reality.

As one of my favourite writers, Fernando Pessoa, once said: what's perfect is inhuman because the human is imperfect ...

Ainda me considero uma principiante nestas coisas dos blogs e das redes sociais mas ao longo desta minha, ainda curta, jornada tenho vindo a perceber que tenho para com esta nova forma de comunicar uma relação amor/ódio. Como Yuval Noah Harari diz no seu livro Homo Deus, graças ao desenvolvimento da tecnologia, o ser humano está rapidamente adquirir poderes antigamente considerados divinos. E se, por um lado, a internet nos proporciona um género de omnipresença, por outro fabrica uma realidade destorcida que em pouco ou nada coincide com o que realmente se passa na vida real.

Desde que comecei o blog tenho recebido mensagens e comentários muito simpáticos por parte de quem por aqui passa. De repente, ganhei amigos cujo os rostos nunca vi, cujas vozes nunca ouvi mas pelos quais estou muito grata. Na verdade comecei este projecto não porque precisava de dar um boost no meu ego mas sim de uma razão para me levantar todas as manhãs e criar algo para mim, porque uma das coisas que mais gosto de fazer (representar) às vezes não se proporciona durante longos períodos de tempo.

Apesar de ficar muito lisonjeada com os comentários que me deixam, sinto também uma certa responsabilidade em vos relembrar que aquilo que aqui vêem não é um reflexo da minha realidade. Não se esqueçam que por detrás das imagens exibidas existem outras mil que nunca verão a luz do dia. Existem também os filtros, as estrias apagadas, os bons ângulos, a maquilhagem, a roupa oferecida...enfim, uma série de componentes que me permite compor conteúdo merecedor dos elogios que me têm proferido mas que, no entanto, não me representa na totalidade.

O meu propósito nestas plataformas é o de inspirar os outros, partilhar momentos felizes e ter um espaço onde possa ser o que eu quiser sem que me imponham um rótulo. Sempre gostei de mil e uma coisas: escrever, representar, dançar, apresentar, entrevistar, fotografar, viajar e na verdade acho que se tivesse que me limitar a uma dessas coisas seria muito infeliz. Daí a necessidade de criar este cantinho que eventualmente servirá de palco para todas as minhas paixões.

Assim sendo, é claro que os momentos bons são os que acabam por se eternizar aqui. No entanto, ao julgar a vida de terceiros somente pelo que é exposto nos seus feeds então pressupõe-se que a grande maioria passe a vida a viajar para destinos exóticos, a frequentar restaurantes badalados, aulas de fitness, e a vestir as últimas tendências. Este constante processo de comparação facilmente faz com que comecemos a achar que a vida que vivemos não é suficientemente excitante. Este post serve para me/vos relembrar que não existem vidas perfeitas, que por detrás das teclas e das selfies vivem seres humanos com problemas, frustrações e inseguranças semelhantes às nossas. Às vezes é preciso parar e certificarmo-nos de que não nos estamos a deixar iludir por uma realidade encenada.

Já dizia um dos meus escritores preferidos, Fernando Pessoa, que o perfeito é o desumano porque o humano é imperfeito...


IMG_20141215_0062.jpg
IMG_20141215_0071.jpg
IMG_20141215_0086.jpg
IMG_20141215_0067.jpg
IMG_20141215_0061.jpg
IMG_20141215_0047.jpg
IMG_20141215_0030.jpg

Photos by Kid Richards


Diz-me nos comentários como te sentes em relação a noção de perfeição e como é que lidas com as tuas imperfeições. / Let me know in the comments what your thoughts are on the notion of perfection and what do you do to embrace your imperfections.


IMG_5974.JPG

X