Catarina MiraComment

Filter coffee, not people

Catarina MiraComment
Filter coffee, not people

"Say my name, say my name. If no one is around you. Say baby I love you...", é a música que me recebe. De imediato, a bailarina que há em mim quer a liberdade que as boas maneiras não lhe permitem. A música tem destas coisas, tem um doce poder persuasivo que me seduz o corpo ao primeiro acorde. Não sei se a culpa é da cafeína ou da banda sonora mas fico sempre bem disposta quando aqui venho. Por cima do Grind fica um estúdio de música frequentado por vários artistas conhecidos. Talvez muitos dos hits que ouvimos hoje em dia tenham sido escritos aqui por cima, com uma chávena nas mãos. A combinação entre o cluto do café e o amor à música é o que faz do Grind uma coffee shop tão especial. Eu gosto desta combinação porque, para mim, o café é o elixir da escrita e a música a linguagem que a escrita não sabe pôr em palavras... 


"Say my name, say my name. If no one is around you. Say baby I love you..." is the song playing. Right away, the ballerina in me wants freedom but my good manners stop her from coming out. Music has a sweet persuasive power and always gets me on the first notes. I don't know if I should blame the caffeine or the soundtrack, but I'm always in a very good mood when I come here. On the top level of Grind there is a music studio frequented by several well-known artists. This is such a cool place. Perhaps many of the hits we hear today have been written up there, with a cup of coffee in their hands. Anyway, I just wanted to share with you guys another cool place I enjoy coming to. Blending their love for coffee and music is what makes this space so unique. I always felt that that's a great combination because, for me, coffee is the elixir of writing and music is the language that writing can't put into words...


Esta mochila é da KARA

This bag is from KARA